Logotipo Biotec AHG

Sustentabilidade e crescimento

Imprimir .
 A instituição de 2010 como o Ano Internacional da Biodiversidade pela Assembléia Geral das Nações Unidas (AIB), teve como propósito aumentar a consciência sobre a importância da preservação da diversidade biológica em todo o mundo.

Esta comemoração é uma ótima oportunidade para que a sociedade se conscientize da importância da preservação ambiental na qualidade de vida do ser humano, reflita sobre os esforços já aplicados até o momento e promova e dinamize todas as iniciativas de trabalho para reduzir a perda da biodiversidade.

Como forma de promover a consciência ambiental, despertar a responsabilidade pela preservação do meio ambiente e estimular a busca por ações realmente efetivas nesse sentido, foi realizada em São Paulo (22 de maio) uma palestra em homenagem ao Dia Internacional da Biodiversidade, pelo ambientalista americano e presidente do Heinz Center for Science, Economics and Environment e consultor do Banco Mundial para sustentabilidade, Thomas Lovejoy.

Os principais pontos destacados pelo ambientalista estão presentes na publicação da Convenção sobre a Biodiversidade Biológica (CBD) da ONU - Terceiro Panorama da Biodiversidade Global (Global Biodiversity Outlook - GB3). O foco central da palestra foi apresentar as metas que constam no documento, sobre a redução da perda de espécies vegetais e animais, e mostrar o panorama geral e atual da biodiversidade, com destaque para a Amazônia.

As informações contidas nesse documento deixam claro que, o quadro referente às metas planejadas para a redução da perda de biodiversidade para esse ano e por diversos países, não foi cumprida. De acordo com o ambientalista, o cenário apresentado é desaminador, mas que esses resultados devem servir de estímulo para a criação de soluções e melhores meios de exploração da biodiversidade de forma sustentável.

Por outro lado, algumas ações foram bastante positivas, pois com base nos dados referentes a um período que vai de 1970 a 2006, houve um aumento de 4 para 14 milhões de quilômetros quadrados nas áreas de proteção terrestre no mundo. As áreas marinhas protegidas também mostraram um crescimento.

Segundo Lovejoy, a chave para reverter, por exemplo, os aumentos nas taxas de CO2 na atmosfera é a biodiversidade, no entanto, é preciso saber usar a biodiversidade de forma sustentável, seja com finalidade científica ou na geração de renda para comunidades que habitam em reservas ambientais. Ele acredita que a utilização do mecanismo de Redd (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação) pode ser bastante importante para a reversão dessa situação.

O pesquisador acredita que o Brasil irá se destacar como liderança desse processo e também apresentará diversas oportunidades interessantes para a conservação biológica, principalmente com o apoio financeiro à serviços ambientais em reservas extrativistas amazônicas.
28/05/2010
Arlei Maturano - Equipe Biotec AHG
 

 © BIOTEC AHG 2017 - Todos os direitos reservados - Rua Dr. Melo Alves, 529, cj. 82. Cerqueira César. São Paulo-SP, Brasil. CEP: 01417-010