Logotipo Biotec AHG

Sustentabilidade é tema de fórum

Imprimir .

No último dia 23, foi realizado, na Assembléia Legislativa de São Paulo, o Fórum Brasil França, com a apresentação do Seminário Energia Limpa e Mecanismos de Sustentabilidade e a Cooperação Franco-Brasileira. 

Estiveram presentes, no evento, empresários, profissionais e pesquisadores, que buscavam, em conjunto, soluções e alternativas para o desenvolvimento sócio-econômico de maneira sustentável. As palestras nortearam-se pela necessidade de destacar os caminhos para conseguir a sustentabilidade em processos energéticos. 

O Brasil ocupa, hoje, um lugar de destaque no setor, através da produção de biocombustíveis, destacando-se o etanol de cana-de-açúcar e o biodiesel. Diversos fatores concorreram para que o País despontasse nesse mercado, como clima favorável, tecnologia de ponta, pesquisas em genética (através da produção de novas variedades de cana), além de fatores econômicos e ambientais.    Tendo como pano de fundo a sustentabilidade, foram mostrados os principais investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P & D) e em soluções inovadoras, rumo à produção sustentável de agroenergia. Com o intuito de mostrar o presente e o futuro dos biocombustíveis no Brasil, estiveram presentes a gerente do setor de energias renováveis do Centro de Pesquisas da Petrobrás (Cenpes), Cristina Saba, representando a Petrobrás, o professor da Universidade de São Paulo (USP), Weber Amaral, e o diretor-executivo da União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica), Eduardo Leão de Sousa.

A Petrobrás investe em soluções tecnológicas, com o objetivo de ampliar a utilização de fontes energéticas renováveis, as quais são essenciais para que seja possível chegar a um desenvolvimento sustentável. A empresa tem a meta de converter-se em uma instituição produtora de energia, líder na América Latina. Um de seus pilares é o desenvolvimento ligado à responsabilidade socioambiental. Pensando no futuro, a Petrobrás investe na promoção de tecnologias que possam torná-la uma das líderes mundiais na produção de biocombustíveis até 2020 e em matérias-primas de baixo valor agregado, como a biomassa residual.

Os interesses franceses no mercado brasileiro de biocombustíveis foram apresentados pelo adido comercial adjunto do setor de meio ambiente/energia, Jean-François Ambrósio. O representante francês trabalha na Missão Econômica de São Paulo, projeto desenvolvido pela Agência do Ministério Francês da Economia, Fazenda e Trabalho, ligado à diretoria das Relações Econômicas Exteriores e à diretoria do Tesouro do Ministério da Economia, das Finanças e da Indústria. A Missão faz parte da rede pública de apoio ao desenvolvimento internacional das empresas francesas. O país europeu busca cooperação, entre as duas nações, no setor de biocombustíveis, e demonstra interesse em realizar investimentos no Brasil. O adido destacou que a parceria franco-brasileira pode trazer ao país sul-americano a tecnologia desenvolvida na França, para captação de energias limpas, como a eólica. 

O evento foi uma oportunidade para os dois países mostrarem os seus interesses, as suas possibilidades de cooperação e os seus desejos de buscar o desenvolvimento de novas tecnologias, de forma sustentável. Foi possível fazer um paralelo com a tecnologia desenvolvida e discutir o que ela já produz e produzirá de riquezas e de status comercial para o Brasil.

30/10/2008
Arlei Maturano - Equipe Biotec AHG
 

 © BIOTEC AHG 2017 - Todos os direitos reservados - Rua Dr. Melo Alves, 529, cj. 82. Cerqueira César. São Paulo-SP, Brasil. CEP: 01417-010