Logotipo Biotec AHG

DNA do SPAM

Imprimir .
Como a biotecnologia está contribuindo para combater o envio de e-mails  não desejados    
 
As técnicas, conhecimentos e lógica utilizados na biotecnologia moderna estão rompendo as barreiras de seus objetivos primários e sendo adaptadas para áreas jamais pensadas por seus pesquisadores e cientistas.

Graças ao desenvolvimento da bioinformática, a empresa americana Cloudmark, de Jordan Ritter (co-fundador do Napster) lançou o primeiro processo do mundo automatizado de captura, análise e previsão de e-mails em massa indesejados, o SpamDNA. A lógica utilizada neste processo é semelhante à utilizada nos softwares de mapeamento do genoma humano.

Trata-se de um complexo programa que analisa e-mails antes que estes entrem na rede da empresa. O programa é capaz de predizer se o e-mail pode ou não ser um spam, bloqueando-o antes que o mesmo possa chegar a algum computador. Além disso, o SpamDNA possuiria a habilidade de melhorar a si próprio gradativamente, conforme os dados trafegam por ele.    De acordo com seus fabricantes, um aspecto único do novo processo é a possibilidade de detectar e-mails fraudulentos, tornando-se o primeiro software que busca combater efetivamente as fraudes por e-mail.

DNA de e-mails

Assim como nós temos nosso código de composição, o DNA, na informática todos os programas, e-mails, e softwares são compostos por códigos de computador. Foi por esta analogia que nasceu a bioinformática, ciência capaz de ajudar os cientistas a mapear o código genético humano através do projeto genoma, iniciado na década de 80. Agora, curiosamente, um processo inverso começa a ocorrer: a aplicação das técnicas de biotecnologia para solucionar questões do mundo da informática.

O software criado pela Cloudmark com a tecnologia SpamDNA chama-se Authority e está atualmente disponível para grandes empresas, ajudando-as principalmente no que diz respeito ao ganho de produtividade.

Com este programa, a empresa de Ritter pretende deixar estar à frente das concorrentes e de suas técnicas de análise de e-mails, já que é a única que analisa o “código genético” do spam. 

A empresa disponibiliza ainda um software para usuários individuais que garante a filtragem de mais de 90% dos spams recebidos. De acordo com a empresa, graças à nova tecnologia milhares de usuários de e-mails que hoje estão usando o software da empresa chegaram à marca de mais de 95% de spams bloqueados em suas caixas postais.

O software para uso individual, que pode ser baixado para teste gratuito no site da empresa, funciona em plataforma Windows com o Outlook, Outlook Express, sistemas Hotmail, MSN, e POP3. A versão paga possui baixo custo e produz retorno rápido do investimento.
 
       
11/04/2004
 

 © BIOTEC AHG 2020 - Todos os direitos reservados - Rua Dr. Melo Alves, 529, cj. 82. Cerqueira César. São Paulo-SP, Brasil. CEP: 01417-010